Introdução ao gerenciamento de áreas contaminadas

Introdução ao gerenciamento de áreas contaminadas

Publicado em:

É fundamental compreender os conceitos e práticas relacionados ao gerenciamento de áreas contaminadas para garantir a proteção e segurança ambiental. A poluição do solo, água e ar pode trazer consequências graves para a saúde pública e o meio ambiente. 

Neste artigo, vamos explorar os principais pontos relacionados ao gerenciamento de áreas contaminadas,  se você se interessa por este assunto continue conosco!

O QUE SÃO ÁREAS CONTAMINADAS?

Áreas contaminadas são locais onde o solo, a água ou o ar foram poluídos por substâncias químicas ou biológicas, resultantes de atividades humanas ou naturais. Essas substâncias podem ser tóxicas e prejudicar a saúde das pessoas e dos ecossistemas.

VEJA A SEGUIR ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES:

  • Gerenciamento de Áreas Contaminadas (GAC): conjunto de ações de identificação, caracterização e implementação de medidas de intervenção em Áreas Contaminadas (AC) localizadas em uma região de interesse, com o objetivo de viabilizar o uso seguro proposto ou implementado em cada uma delas, culminando na sua classificação como Área Reabilitada para o Uso Declarado (AR).
  • Contaminantes: quaisquer substâncias químicas, físicas ou biológicas presentes em uma área contaminada que possam causar danos à saúde humana ou ao meio ambiente.
  • Avaliação de risco: uma análise detalhada das condições e dos riscos associados a uma área contaminada, incluindo a identificação dos contaminantes presentes, a determinação dos níveis de contaminação e a avaliação dos possíveis impactos na saúde humana e no meio ambiente.
  • Remediação: o processo de limpeza ou tratamento de uma área contaminada para reduzir ou eliminar a contaminação.
  • Monitoramento: a medição regular das condições de uma área contaminada para garantir que as medidas de remediação estão funcionando corretamente e que a área está sendo mantida em conformidade com as normas ambientais.
  • Área com Potencial de Contaminação (AP): área onde são ou foram desenvolvidas atividades potencialmente geradoras de áreas contaminadas, ou seja, nela existe ou existiu, pelo menos uma fonte de contaminação potencial.
  • Área Contaminada (AC): área onde existe ou existiu fonte de contaminação primária e, como resultado, contém quantidades de matéria ou concentrações de substâncias, em ao menos, um dos compartimentos do meio ambiente, capazes de causar danos aos bens a proteger.
  • Bens a proteger: Podemos definir os bens a proteger como a saúde e a vida humana, além de bens públicos, privados, coletivos ou ambientais. 
  • Os bens públicos são aqueles de propriedade das pessoas jurídicas públicas, já os bens privados pertencem às pessoas jurídicas privadas ou às pessoas físicas. 
  • Os bens coletivos pertencem a uma comunidade, enquanto os bens ambientais são aqueles de uso comum do povo.

COMO OCORRE A CONTAMINAÇÃO?

A contaminação pode ocorrer de diversas formas, como vazamentos de produtos químicos, descarte inadequado de resíduos, uso de agrotóxicos, entre outras. Além disso, a contaminação pode se propagar por meio do transporte de contaminantes por água, ar ou solo.

COMO REALIZAR O GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS?

O gerenciamento de áreas contaminadas envolve uma série de práticas para identificar, avaliar, remediar e monitorar a contaminação. Essas práticas incluem a realização de estudos para identificar a fonte da contaminação (Avaliação Preliminar), a avaliação dos riscos para a saúde e o ambiente, a seleção das melhores técnicas para remediar a contaminação e a monitoração da área após a remediação.

Saiba mais no artigo: Tenho uma Área Contaminada - e agora?

QUEM É O RESPONSÁVEL PELO GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS?

A responsabilidade pelo gerenciamento de áreas contaminadas é compartilhada entre os órgãos governamentais, proprietários dos terrenos e empresas que causaram a contaminação. Cada um desses atores deve atuar de forma colaborativa para garantir a segurança das pessoas e do ambiente.

QUAIS SÃO AS PRÁTICAS RECOMENDADAS PARA PREVENIR A CONTAMINAÇÃO?

A prevenção da contaminação é uma das principais formas de evitar os impactos negativos à saúde e ao meio ambiente. Para isso, é recomendado que as empresas adotem práticas sustentáveis, como a redução da geração de resíduos, o uso de produtos que não sejam tóxicos, o descarte adequado dos resíduos e a realização de auditorias ambientais, por exemplo.

EXEMPLOS DE GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS NO BRASIL

ATERRO SANITÁRIO BANDEIRANTES

Localizado em São Paulo, o aterro recebeu, durante anos, resíduos sólidos urbanos e industriais sem a devida proteção ambiental, causando contaminação do solo e do lençol freático. 

Com a intervenção da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), foi realizado o gerenciamento da área, que incluiu a retirada dos resíduos e a construção de sistemas de tratamento para o chorume e o biogás gerados no aterro. Atualmente, a área é monitorada continuamente e os resultados mostram a recuperação do meio ambiente e a redução dos riscos à saúde.

Adhemar_Kajita_-_Ilust_3.jpg

Aterro Sanitário Bandeirantes

PROJETO PUMA

Desenvolvido pela Klabin em Ortigueira, no Paraná, quando a empresa identificou uma área contaminada com resíduos químicos deixados por uma antiga fábrica, e decidiu investir em um projeto de gerenciamento para recuperar a área e utilizá-la como parte do processo produtivo da empresa. 

Foram realizadas diversas etapas de caracterização, remoção dos resíduos e implantação de tecnologias de tratamento de água e solo, além de medidas de monitoramento e controle. O projeto resultou na recuperação ambiental da área e na utilização sustentável de recursos naturais na produção de celulose e papel.

Projeto Puma - Klabin

CONTE COM A HIDROPLAN!

O processo de gerenciamento envolve a identificação da área contaminada, avaliação do risco ambiental e à saúde, desenvolvimento de um plano de ação para o gerenciamento adequado da área, além de monitoramento e avaliação contínua dos resultados obtidos.

Por isso, conte com a Hidroplan! Somos referência em consultoria ambiental, atuando em projetos de avaliação de riscos toxicológicos em locais contaminados, incluindo investigação de áreas impactadas, riscos sócio-ambientais, estratégias de remediação, monitoramento e reabilitação!

Entre em contato conosco e saiba mais sobre nossas soluções!

REFERÊNCIAS

COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO. O que são áreas contaminadas? Disponível em: https://cetesb.sp.gov.br/areas-contaminadas/o-que-sao-areas-contaminadas/

COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO. Aterro Sanitário Bandeirantes: relatório de investigação confirmatória de área contaminada. São Paulo: Cetesb, 2013. Disponível em: https://cetesb.sp.gov.br/biogas/wp-content/uploads/sites/3/2014/01/aterro_bandeirantes_2.pdf

FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE. Áreas contaminadas. Disponível em:  http://www.feam.br/biblioteca

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Áreas contaminadas. Disponível em: https://antigo.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/residuos-perigosos/areas-contaminadas.html

SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE SÃO PAULO. Gerenciamento de áreas contaminadas. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/meio_ambiente/servicos/areas_contaminadas/index.php?p=3386

A HIDROPLAN, pioneira no país em hidrogeologia de contaminação e meio ambiente subterrâneo, realiza serviços de consultoria, assessoria e gerenciamento de projetos ambientais, focados em soluções ambientalmente sustentáveis e economicamente viáveis, pautados na excelência técnica, ética profissional e inovação tecnológica.

Acompanhe nossas redes sociais

(11) 4612.0480 / (11) 996615747

© 2022 Hidroplan. Todos os direitos reservados.
Versão Web 1.3.