Atualmente o tema ESG está em destaque e vem sendo cada vez mais implementado no mundo corporativo e financeiro. Você sabe o que é ESG? 

A sigla ESG significa Environmental, Social and Governance (Ambiental, Social e Governança) ou ASG em português. A sigla está pautada em estratégias de redução de risco, crenças, comportamentos e investimento. Empresas que usam os padrões ESG possuem maior probabilidade de sucesso no longo prazo.
Se você quer saber um pouco mais sobre o que é ESG e como ele surgiu é só acessar o nosso texto ESG: o que significa e benefícios ao adequar o seu negócio.

ESG incorporada ao uso dos recursos hídricos 

Atualmente, a escassez de água é um risco relevante, tanto no Brasil, quanto no mundo. Aproximadamente 70% da superfície da Terra é composta por água, mas 97% dela é salgada. Dos 3% restantes, apenas 1% está disponível para o consumo humano.

A economia de água e energia são pontos importantes quando o assunto é finanças e sustentabilidade, uma vez que a água é fonte de vida para a humanidade. 

Inúmeras empresas estão incorporando o sistema ESG e agregando valores através da sustentabilidade. Hoje elas buscam, além de crescerem e se tornarem referências em seus setores, fazer a diferença para o planeta com metodologias inteligentes. Isso as torna ainda mais interessantes ao mercado, aos acionistas da bolsa de valores e, consequentemente, para gerar outros negócios, pois alinham a sua produtividade e lucratividade com propósitos socioambientais.

Ao incorporar o ESG as empresas analisam, por exemplo, o consumo de água e matéria-prima, as mudanças climáticas e o desenvolvimento socioeconômico. Também, como suas atividades afetam a renda, a riqueza e o crescimento global no futuro. Além disso, o ESG dentro das empresas pode ser reconhecido como um fator positivo na competitividade frente a outras empresas do setor, atuando também na redução da externalidade negativa de situações em que a produção ou consumo de bens e serviços gera impactos para terceiros que não estão precificados.

Nesse sentido, empresas que oferecem oportunidades de investir nesse tema se destacam como modelos de negócio focados em aumentar a eficiência, gerar melhorias na infraestrutura e desenvolver tecnologias para aumentar a disponibilidade de água limpa. 
Segundo a XP Investimentos, em termos de desempenho dessas empresas, (no gráfico abaixo), desde 2016 o índice de investimento em água acumulou ganhos de +153% vs. +110% do S&P 500, ou seja, 43p.p. acima do principal índice de ações americanas.  

Fonte: https://conteudos.xpi.com.br/esg/agua-onde-ha-escassez-ha-oportunidade/

A seguir confira  exemplos de como as empresas e indústrias estão se destacando ao aderirem ao ESG:


Indústrias de bebidas que investem em inovação, tecnologia, escuta ativa e compartilhamento de melhorias operacionais, equipamentos mais tecnológicos de reuso e desperdício e reduzem o consumo de água, trazendo benefícios para o meio ambiente e sociedade.  

Grandes empresas minerárias que, para desenvolver a gestão responsável do uso de água no território onde o empreendimento de mineração será implantado, verificam a disponibilidade hídrica em quantidade e qualidade considerando os demais usuários dependentes daquela bacia hidrográfica.

Frigoríficos brasileiros que aderiram a ESG usando boas práticas ambientais, sociais e de governança ao fixarem metas e assumirem compromissos alinhados, entre outros como a redução do carbono, mitigação dos impactos e transparência, tornando-se competitivas no mercado externo e interno e mais atrativas para os investidores. 

Indústrias de Papel e Celulose, onde a produção de papel demanda muita água, que é um recurso escasso e caro, estão se comprometendo com a redução no consumo de água na produção de papel e aumentando a participação de mulheres nas funções de chefia e gerência. 

 

Sua empresa de olho no futuro 

Para o futuro das empresas, vemos a crescente solicitação dos órgãos reguladores, investidores e gestores de ativos por transparência, padronização e comunicação em torno dos fatores ESG. 

Pensando no longo prazo, as perspectivas para as indústrias que utilizam a água são positivas à medida que estão relacionadas com inovação e desenvolvimento de novas tecnologias que surgem com o intuito de solucionar os desafios hidrológicos, assim como promover uma maior eficiência na utilização de recursos naturais.

No mercado financeiro, investidores têm optado por empresas socialmente responsáveis, sustentáveis e rentáveis para investirem seus recursos. Empresas sustentáveis geram valor para o acionista pois se apresentam mais preparadas para enfrentar riscos econômicos, sociais e ambientais. Por fim, o atual modelo econômico mundial está indo além dos limites da capacidade de sobrevivência do planeta e a relação entre empresas e recursos naturais está se tornando cada vez mais importante.  

 

Não fique de fora dessa e tenha sucesso na sua empresa! 

Para quaisquer dúvidas, contate nossos profissionais para buscar a melhor solução para o seu projeto. Nossa equipe técnica multidisciplinar está preparada para incorporar a sua empresa ao ESG
 

 

Não perca nossos conteúdos diários no LinkedIn, siga a página da Hidroplan!

 

Referências: