O geólogo é um profissional dinâmico, pois pode trabalhar em diferentes ambientes, tais como: escritório, laboratório e em atividades de campo. . Ou seja, um profissional que tem como uma de suas principais características a capacidade de mudar a sua rotina de modo saudável; logo, também, de encarar grandes desafios. Assim são os profissionais de geologia da HIDROPLAN

Há uma tendência crescente da população mundial viver cada vez mais em cidades maiores e mais complexas. Em 2018, conforme a World Urbanization Prospects, 55,3% da população mundial vivia em áreas urbanas, sendo que, em 2030, estima-se que este número chegará a 60%. O crescimento populacional em áreas urbanas aliado ao aumento da população, traz desafios sem precedentes para a sociedade do século XXI, no que diz respeito à utilização de recursos naturais que possibilitem qualidade de vida adequada e de modo sustentável. Assim, os trabalhos de geólogos na gestão de diversos usos, tanto em superfície quanto no subsolo, serão cada vez mais solicitados, principalmente para assegurar a sustentabilidade das cidades nas áreas urbanas. 

A seguir são citados alguns exemplos de áreas de atuação de um geólogo, que são de grande importância para a sociedade atual e futura: 

Mapeamento geológico: é base para muitas áreas de atuação do geólogo. Significa percorrer uma área de interesse e o seu entorno, realizando o reconhecimento de unidades e feições geológicas, para que se possa elaborar um planejamento amostral, de acordo com a finalidade de cada projeto. Exemplos de atividades que necessitam de mapeamento geológico: mineração, hidrogeologia, obras (túneis, estradas, barragens, edifícios).

Mineração: que fornece uma grande variedade de recursos fundamentais para a sociedade. Estes recursos incluem, por exemplo, matérias primas para construção civil (brita, areias etc.), produção de veículos de transporte (alumínio, ferro etc.), indústria farmacêutica (cálcio, enxofre, flúor), área de alimentos (halita – cloreto de sódio), fertilizantes agrícolas (apatita), pedras preciosas (diamante, esmeralda, rubi, safira). 

Recursos energéticos: a partir de combustíveis fósseis, tais como extração de petróleo, gás natural e carvão. A atuação do geólogo passa pela extração e o uso do combustível, até a eliminação ou reciclagem dos resíduos. 

Águas subterrâneas: com atividades que envolvem explotação e avaliação de contaminação de aquíferos. O conhecimento da hidrogeologia e das condições ambientais da área de interesse é essencial para saber a qualidade e a viabilidade de abastecimento de uma população. Os geólogos também podem realizar modelagens, de modo a quantificar e acompanhar a disponibilidade de água do aquífero sem comprometer o abastecimento ou até mesmo de eventuais colapsos do solo, a depender das características geológicas da área de interesse. 

Área de riscos: onde os geólogos atuam na prevenção de enchentes, deslizamentos de terra, erosão. Um profissional nesta área avalia se a construção em uma determinada área é viável, devido às condições de estabilidade geotécnica. É uma área muito importante no planejamento de expansão urbana auxiliando, por exemplo, na elaboração de planos diretores municipais. Os deslizamentos de terra, se não previstos, podem ter um efeito significativo na infraestrutura e na economia, e principalmente na perda de vidas.

Geologia Ambiental e áreas contaminadas:, que envolve atividades de identificação, delimitação e remediação de solo e água subterrânea contaminados, e de prevenção de impactos ambientais. Esta é uma área importante, pois devido a diversas ações do homem, houve (e ainda há) disposição, em superfície e subsuperfície, de substâncias perigosas em concentrações e quantidades que causam riscos à saúde humana e ao meio ambiente. Isto gera impacto a toda uma sociedade, sendo assim necessária a atuação do geólogo nesta área. Também é importante a presença deste profissional nos estudos e relatórios de Impacto Ambiental (EIA - RIMAS) e licenciamento ambiental.

Geotecnia: área importante para a compreensão das condições do solo e características geológicas e hidrogeológicas de forma que estes elementos possam interagir/sustentar um empreendimento, edifícios, barragens, túneis, oleodutos etc. 

Em todas estas áreas de atuação do geólogo exemplificadas acima e que a Hidroplan contém profissionais capacitados, o uso de tecnologias vem se destacando nos últimos anos, e mais notavelmente em 2020 e 2021 com a pandemia da Covid-19, afetando o mundo todo. Nesse contexto, onde as atividades estão sendo realizadas cada vez mais de modo remoto, e aliado ao grande volume de dados que são obtidos em qualquer área da geociência com a necessidade de agilidade de tratamento das informações obtidas fora do escritório, a utilização do Geoprocessamento torna-se cada vez mais frequente e indispensável para os geólogos. 

O Geoprocessamento é uma ferramenta constituída por diversas geotecnologias, que tem a capacidade de orientar no planejamento amostral, processar dados geograficamente referenciados, armazenar, tratar, integrar e compartilhar qualquer tipo de dado, realizar análises matemáticas e estatísticas, e gerar relatórios gráficos em várias dimensões (mapas, gráficos, figuras etc.).

Este conjunto de geotecnologias incorpora as funções dos Sistemas de Informações Geográficas (SIG) e as tecnologias de sensoriamento remoto (fotografias aéreas, imagens de satélites), dados geofísicos, dados de campo, pontos de coletas e resultados de qualquer tipo de análise. A partir daí tem-se a geração de mapas com diferentes temáticas: litologia, geomorfologia, densidade vegetal, riscos urbanos, processos antrópicos e outras situações correlatas, uso e ocupação do solo, cartas geotécnicas etc.

Isto mostra o quão importante é o Geoprocessamento em todos os ramos da geologia e de áreas correlatas, como: cartografia, análise de recursos naturais, transportes, comunicações, energia e planejamento urbano e regional, plano de lavra e relatório anual de lavra, plano de aproveitamento econômico. Confira o artigo "O que geologia e Geoprocessamento têm em comum" e veja  alguns exemplos práticos de como o Geoprocessamento funciona.

Dessa forma, geólogos qualificados contribuem para o desenvolvimento de toda a sociedade. A HIDROPLAN oferece à sua empresa profissionais que auxiliarão nas suas necessidades. Entre em conato conosco.