O gerenciamento ambiental de obras deve compreender uma gestão com uma série de medidas que permitam controlar os impactos ambientais produzidos por um empreendimento. Além disso, ações sustentáveis também devem ser implementadas nos planos de gestão ambiental.

Qualquer obra pode gerar algum tipo de impacto?

Com certeza. Uma pequena reforma em casa, atividades de investigação e remediação de áreas contaminadas e instalação industrial são distintos exemplos de atividades que podem gerar impactos ambientais. 

Uma obra residencial pode gerar impacto sonoro durante a troca de piso, resíduos, como latas com restos de tinta após uma pintura, dentre outros exemplos. 

No caso de investigação e remediação de áreas contaminadas, que são atividades para se conhecer a contaminação e recuperar a área degradada, também deve-se ter uma preocupação quanto ao gerenciamento de obras, pois há geração de solo e água contaminados, além de óleos constituídos de compostos prejudiciais à saúde humana.

Já em uma instalação industrial: há geração de uma grande quantidade de resíduos. No caso de uma má gestão dos materiais/produtos excedentes e má avaliação dos riscos de derramamentos e emissões de produtos tóxicos, por exemplo, podem ocorrer muitos impactos ambientais.

Como posso realizar o gerenciamento ambiental de uma obra?

Dependendo do tipo de empreendimento, os desafios no gerenciamento podem ser pequenos ou grandes. Entretanto, independente da área, é necessário, primeiramente, que dentro do escopo de trabalho se tenha um planejamento ambiental específico para cada tipo de obra. Um planejamento ambiental deve prever aspectos como: compra responsável de todos os insumos, monitoramento e acompanhamento em atividades impactantes por profissionais capacitados, controle de riscos e ações de emergências, um plano de gerenciamento e destinação de resíduos, ações de sustentabilidade, treinamento e educação ambiental. 

Um plano eficiente de compra de materiais é importante, pois se os produtos tiverem qualidade e forem adquiridos em quantidade adequada para a execução da obra, haverá redução no volume de resíduos que deverão ser destinados posteriormente. Assim, o desperdício será evitado, ou pelo menos minimizado, o que pode contemplar práticas sustentáveis.

O monitoramento e o acompanhamento de impacto são indispensáveis em uma obra, pois é através destas atividades que é possível verificar a ocorrência de impactos ambientais, com indicadores/parâmetros específicos para cada atividade. Isto faz com que medidas de intervenção sejam tomadas imediatamente, prevenindo ou remediando os eventuais danos causados ao meio ambiente. 

O plano de gerenciamento de riscos e ações emergenciais tem como objetivo prever quais são os possíveis acidentes que são passíveis de acontecer em cada tipo de obra. Assim, o plano deve conter diretrizes, procedimentos técnicos, administrativos e de logística que possam ser rapidamente desenvolvidos em emergências, para minimizar os impactos à população e ao meio ambiente

 O plano de gerenciamento e disposição de resíduos também é indispensável na gestão ambiental de uma obra. Este plano tem como objetivo assegurar que uma quantidade mínima de resíduo seja produzida durante a obra e que todo o processo de manuseio até a sua destinação seja adequado. 

A gestão de resíduos deve envolver, minimamente, as seguintes ações/atividades:

  • Identificação, através do reconhecimento dos tipos de resíduos gerados na obra, como por exemplo: plásticos, solo contaminado, líquidos perigosos.

  • Separação por tipo de resíduo através de triagem e caracterização

  • Acondicionamento dos resíduos em recipientes com identificação, conforme as classes de resíduos. Os recipientes devem ser adequados para cada tipo de produto e cuidados também devem ser tomados quanto ao seu armazenamento. Por exemplo, a depender do tipo de resíduo, os recipientes não podem ficar diretamente em contato com o solo.

  • O transporte corresponde ao caminho desde a remoção do resíduo da obra até o seu destino. Cuidados devem ser tomados durante o percurso, de modo que o correto acondicionamento dos resíduos, e a integridade dos trabalhadores, população e meio ambiente sejam garantidos. 

  • Por fim, a destinação final pode se dar por diversas maneiras a depender do tipo/classe do resíduo. São exemplos de destinação final: aterro, reutilização, reciclagem, coprocessamento e aproveitamento energético.

São consideradas práticas sustentáveis a reutilização de materiais, o reaproveitamento de água limpa, a escolha de um local mais próximo de destinação, o uso de meio de transporte adequado para menor emissão de gases na atmosfera, e o aproveitamento da mão de obra local. A norma ABNT NBR ISO 14.001/2015 traz requisitos de um sistema de gestão ambiental, inclusive da ótica de sustentabilidade, que incorpora questões de estratégias para os três pilares: econômico, meio ambiente e social. 

Ações de treinamento e educação ambiental antes e durante a obra são boas práticas que propiciam a conscientização de todos os colaboradores, a fim de cumprir medidas de proteção ambiental planejadas para a obra. Podem ser executadas através de palestras e de inserção de temas ambientais nos Diálogos Diários de Segurança (DDS). Os DDS são conversas diárias com colaboradores sobre os riscos no trabalho e como evitá-los. A temática meio ambiente não poderia ficar de fora. Os DDS, as palestras e os treinamentos auxiliam na educação e na conscientização de todos os envolvidos na obra para a prevenção de acidentes pessoais e ambientais. 

Eu posso fazer o gerenciamento como eu quiser?

Não, o gerenciamento ambiental de obra também deve estar atrelado aos requisitos ambientais legais dispostos na forma de lei, decretos, resoluções federais, estaduais e municipais. Um exemplo é a Lei No 12.305/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Portanto, é importante que uma empresa tenha profissionais capacitados para a realização de um planejamento ambiental de obra bem estruturado e condizente com as normas vigentes. Para isto, você pode contar com a equipe da Hidroplan, que dispõe de todas estas características e habilidades para te auxiliar. Saiba mais sobre o serviço de gerencimento ambiental de obra realizado pela Hidroplan: CLIQUE AQUI

Hidroplan: a decisão certa!